Cálculo seguro desemprego – Quantas parcelas de seguro desemprego tenho direito?

  1. Home
  2. /
  3. Finanças e negócios
  4. /
  5. Cálculo seguro desemprego – Quantas parcelas de seguro desemprego tenho direito?

Cálculo seguro desemprego – Quantas parcelas de seguro desemprego tenho direito?

Posted in : Finanças e negócios on by : Douglas

O trabalhador formal e domestico tem direito ao seguro desemprego, o trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador; o pescador profissional durante o período da proibição da pesca para preservação da espécie; e; o trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Entenda agora como funciona o cálculo seguro desemprego. O seguro-desemprego é um benefício pessoal e só pode ser pago exclusivamente ao beneficiário, exceto para as seguintes situações: morte do segurado, quando serão pagas aos sucessores parcelas vencidas até a data do óbito; grave moléstia do segurado, quando serão pagas parcelas vencidas ao seu curador legalmente designado ou representante legal; moléstia contagiosa ou impossibilidade de locomoção, quando serão pagas parcelas vencidas ao procurador; ausência civil, quando serão pagas parcelas vencidas ao curador designado pelo juiz; beneficiário preso, quando as parcelas vencidas serão pagas por meio de procuração.

Cálculo do seguro desemprego

Seguro Desemprego é a renda concedida pelo poder público ao trabalhador desempregado, o intuito do benefício é de lhe garantir uma assistência temporária, em razão de dispensa sem justa causa ou de paralisação das atividades do empregador. Um auxílio desemprego.

O cálculo do valor do seguro desemprego é feito por uma média dos salários dos três meses anteriores à dispensa e se baseia nas seguintes faixas de valor:

  • Em Até R$ 1.450,23:

Multiplica-se o salário médio por 0.8 (80%);

De R$ 1.450,24 a R$ 2.417,29:

O que exceder a R$ 1.450,23, multiplica-se por 0.5 (50%) e soma-se a R$ 1.160,18.

  • Acima de R$ 2.417,29:

O valor da parcela será de R$ 1.643,72 invariavelmente.

Por exemplo, se um empregado recebeu um salário mínimo (R$ 937,00) nos últimos 3 meses. Neste caso, se usa a regra em que diz que se deve ter o 0,8 (80%) como base.

Então temos: 937 x 0,8 = R$ 749,60.

Cálculo do seguro desemprego 2018

O trabalhador brasileiro e um dos que mais possuem benefícios a seu favor, dentre esses benefícios um dos mais importante e o seguro desemprego. O seguro desemprego e um beneficio de caráter temporário, organizado pelo MTPS ministério do trabalho e previdência social.

Esse beneficio tem por objetivo da auxilio aos trabalhadores que foram demitidos recentemente, tendo assim o trabalhador assegurado a quitação de suas despesas, daí o nome seguro desemprego 2018.

Cálculo do seguro desemprego 2017

Condições para recebimento do seguro desemprego a partir do dia 11/01/2017.

A apuração do valor do benefício tem como base o salário mensal do último vínculo empregatício, na seguinte ordem:

  • Tendo o empregado recebido três ou mais salários mensais contando-se desse último vínculo empregatício, a apuração considerará a média dos salários dos últimos três meses;
  • Se o empregado, ao invés dos três últimos salários daquele vínculo empregatício, tenha recebido apenas dois salários mensais, a apuração considerará a média dos salários dos dois últimos meses;
  • Caso o empregado, em vez dos três ou dois últimos salários daquele mesmo vínculo empregatício, tenha recebido apenas o último salário mensal, este será considerado, para fins de apuração.
  • Caso o empregado não tenha trabalhado integralmente em qualquer um dos últimos três meses, o salário será calculado com base no mês de trabalho completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *